logotipo

Solicite um Orçamento ou mais Informações
sobre o sistema .

Faça seu Login no
Sistema Diginota






Tutorial primeiro legado
não conformidade

logotipo
logotipo
logotipo

Dúvidas

Nota fiscal modelo 21

Esclareça suas dúvidas sobre Nota Fiscal Eletrônica Modelo 21

Para esclarecer as dúvidas sobre a Nota Fiscal Eletrônica modelo 21 (NFe), a Diginota elaborou uma série de perguntas e respostas. Com as informações necessárias, sua empresa poderá emitir tal documento fiscal com tranquilidade.

O que é Nota Fiscal Eletrônica Modelo 21?

É uma nova modalidade de emissão de Notas Fiscais de Serviços de Comunicação que substitui a convencional segunda via da Nota Fiscal emitida por um Documento Digital (NFe). O Destinatário poderá obter a sua segunda via da NFe somente quando o Emitente disponibilizar as informações das Notas Fiscais emitidas no site do Governo, conforme a legislação vigente. O Emitente deverá estar atento à legislação pertinente à NFe modelo 21 em seu Estado de Origem.

Como funciona a Nota Fiscal Eletrônica modelo 21?

A NFe modelo 21 pode ser impressa apenas uma via. Comparada à nota fiscal modelo 55, a NFe equivale ao DANFE, que é o documento de autorização de Nota Fiscal Eletrônica. É exigido que seja impressa na NFe modelo 21 o código MD5, o qual garante a autenticidade do documento. Esse código pode ser utilizado para consulta e/ou emissão da segunda via eletrônica. A consulta e/ou a emissão da segunda via eletrônica só estará disponível após a emissora registrar as notas emitidas no site do governo.

O que diferencia a nota fiscal comum da Nota Fiscal Eletrônica?

Visualmente, a única informação acrescentada na Nota Fiscal foi a frase "Reservado ao Fisco", seguido do Código de Autenticidade (Hash Code), gerando informações contidas na Nota Fiscal. O Código de Autenticidade MD5 (Hash Code) é um dos elementos que atribui validade fiscal à NFe emitida.

Quem é obrigado a emitir Nota Fiscal Eletrônica Modelo 21?

São obrigadas a emitir NFe Modelo 21 as empresas que prestam serviço de comunicação.

O que mudou para os clientes da Diginota?

Para os que optaram pela NFe modelo 21, foi acrescentado, no corpo da nota fiscal, o código MD5, que garante a autenticidade do documento emitido. A NFe só vai estar disponível para emissão de segunda via eletrônica após a emissora enviar as informações emitidas para o SEFAZ.

O que a emissora deve possuir para emissão de Nota Fiscal Eletrônica?

Primeiramente, a emissora deve possuir uma Assinatura Digital, a qual deve ser solicitada na Receita Estadual. Peça ao seu contador para que solicite essa assinatura. Em seguida, a emissora deve possuir o programa de emissão de notas atualizado e com o recurso de Nota Fiscal Eletrônica. Além disso, ela precisa ter instalado os programas de validação e transmissão dos arquivos de NFe em um computador com acesso à internet. O Diginota já está preparado para trabalhar com a NF-e, facilitando sua vida.

Qual é a lei que regulamenta a Nota Fiscal Eletrônica Modelo 21?

A regulamentação da NFe foi feita pela Portaria CAT 79/03.

CLIQUE E VEJA:

• APRENDA A EMITIR UMA NOTA FISCAL MODELO 21

• MODELO DE NOTA FISCAL 21

• MODELO DE NOTA FISCAL 22


Consulte o site da SEFAZ - www.nfe.fazenda.gov.br - para saber a partir de quando sua empresa será obrigada a participar deste projeto.

Não deixe para a última hora, faça um teste gratuito em nossa página, conheça melhor nosso programa e escolha o que melhor se adapta a sua empresa.